Não se engane com a comida japonesa

outubro 27, 2017 in Notícias

A comida japonesa acabou se tornando uma ótima opção para quem segue a dieta à risca, mas quer variar o cardápio de vez em quando. Afinal, ela é rica em proteínas e carboidratos de qualidade (peixes variados, arroz, legumes, etc). Acontece que muita gente acha que só porque a comida japonesa é considerada supersaudável, ela não representa uma quebra de dieta. Se o consumo for só de peixes e legumes, tudo bem, o problema está nas frituras, açúcar e sódio de alguns alimentos e molhos.

Podem aumentar de 150 a 180  calorias na refeição.

Uma colher de sopa de shoyo pode ter 1.400 mg de sódio. Quase o recomendado POR DIA, que é de 2.000 mg.

Os molhos agridoces têm açúcar em sua composição, o sonomono contém açúcar em seu preparo e o arroz japonês tem mais açúcar que o normal.

A dica é preferir os sashimis, que são as fatias de peixe crú, sem adição de nada.

Varie sua refeição, sem exageros.

Além de manter uma alimentação saudável,
aproveite e veja como as cintas modeladoras, faixas
e calcinhas do site https://www.seumodeladoryoga.com.br/
podem trazer benefícios a você.